Thursday, January 07, 2010

Coisa de mãe

Sete da manhã, durmo profundamente, sonho com coisas lindas, até que minha mãe entra no meu quarto:

- Filha, onde você colocou a chave do carro?

Chave? Que carro? Eu coloquei? Nem carteira de motorista eu tenho ainda.

Silêncio.

- Eu te dei a chave ontem junto com a sacolinha!

Que sacolinha? O que é uma sacolinha? Quando foi ontem?

- Ah, deixa pra lá.

E saiu do quarto.
Sério, eu não precisava disso.

_


- Filha, tá chovendo, vamos voltar pra casa. Com chuva a gente não aproveita a Havan.
- Mãe, é uma loja de departamentos, não um parque temático.

_


Minha mãe parou na faixa de pedestres pra uma moça esses dias. O carro do lado não parou, e quase atropelou a coitada. Comentei que a moça podia ter morrido ali com o impacto, considerando a velocidade que o carro passou. Minha mãe concordou: "podia mesmo, e estando na faixa de pedestres ia morrer coberta de razão". E, após uma pausa, completou: "coberta de sangue, também."