Wednesday, September 23, 2009

Transtorno Obsessivo-Compulsivo e muitas focas mortas

Hoje li uma placa que dizia "experimentos para produção infantil".
Já estava imaginando respostas alternativas legais para a pergunta 'de onde vêm os bebês?' quando percebi que na verdade o que estava escrito era "equipamentos para proteção individual". Muito sem graça.
Apesar do meu histórico de ler tudo errado, acho que dessa vez foi culpa do cansaço mental.
_

Tenho medo que as pessoas pensem que minha felicidade quando descubro alguém com TOC é sadismo. Juro que é só desespero, do tipo é-quase-outubro-e-eu-só-escrevi-1/8-do-meu-TCC.
Fiquei tão emocionada hoje quando meu orientador perguntou na aula dele se alguém conhecia pessoas com Transtorno Obsessivo-Compulsivo, e uns dez alunos disseram que sim.
_

Estabeleci metas de TCC e prêmios ao alcançá-las. Poucas coisas me deixam mais agoniada do que ter um milhão de episódios de séries diferentes pra ver, e não poder. Por isso, quando eu tiver escrito 20 mil caracteres da minha reportagem, vou me dar de presente um dia só de séries. Enquanto isso, nenhum episodiozinho pra mim (a regra não se aplica a House, que isso fique bem claro).
_

Sim, agora eu só sei falar sobre TCC.
Ah é, e sobre violino. Esses dias eu estava tentando tocar uma música, e tenho consciência de que às vezes o som parece o de uma porta rangendo e esmagando uma foca até que ela morra. Todos os dias eu mato várias focas, por sinal. A melhor tentativa da minha mãe de me consolar foi esperar eu largar o violino e dizer: "ai, filha, eu adoro você tocando flauta".

1 comment:

Fabiane Bastos said...

Nenhuma regra se aplica a House!

Não se preocupe focakiller, esse tipo de foca não entra em extinção e existe sim vida após-TCC!