Sunday, September 28, 2008

Saber ouvir, saber ler

Fui a um restaurante com a minha mãe hoje para almoçar. É domingo, estamos sozinhas, nenhuma de nós tem a menor voia de fazer comida. Enfim.
Explicações desnecessárias à parte, estávamos almoçando e minha mãe reclamou que a comida estava fria (na verdade gelada, o macarrão parecia salada).

Eu: Ah, mas até que eu gosto de comida fria.
Mãe: Sim, mas almoço quentinho é mais amoroso.

Fiquei olhando pra ela com cara de interrogação porque não conseguia mesmo fazer uma associação entre comida fria e falta de amor ali na hora (agora até conseguiria fazer alguma metáfora tosca, mas isso não vem ao caso), e foi um tempo até eu descobrir que ela tinha na verdade dito que é mais saboroso.

Analisando meus posts dos últimos meses é possível perceber uma certa tendência que eu tenho a ler errado e ouvir mal o que as pessoas dizem. Mas a culpa não é minha, é herança genética. Hoje mesmo minha mãe leu "sobremesa de frango" e "batata na porta" quando na verdade o que estava escrito era "sobrecoxa de frango" e "bata na porta".

Não deviam deixar minha mãe e eu sozinhas assim.

16 comments:

Anonymous said...

Quanto mais eu leio seus posts, mais eu acho que vcs duas são bem engraçadas.

Podiam fazer a versão brasileira das Gilmore com vcs...

Anonymous said...

My God!

Descobri que vc é uma mistura das Gilmore Girls e do House. Vi a foto do seu All Star preto com labaredas, a lá carros hot-rod.

Mesmo estilo da bengala que o House usa.

Bel. said...

me senti levemente vigiada agora o.o
o all star nem é meu, é do meu colega :\
mas eu fiz questão de tirar foto justamente por causa da bengala do house :D

Ton-Kun said...

É... O All-Star é do irmão do seu colega, pra falar a verdade. E sim, ela fez QUESTÃO de tirar a foto... E ficar repetindo que era a bengala do House de meia em meia hora... Durante a aula! Ê vício...

Thami said...

Nossa.

Bel. said...

pelo menos não fui só eu que fiquei com medo.
sinal que nem é culpa da minha paranóia de mania de perseguição.

Anonymous said...

Não se assuste! Nunca foi minha intenção perseguir ou assustar.

Estou longe de ser um psicopata.

Anonymous said...

Pois eu acho que é psicopata, sim.

Comportamento repetitivo, em série...

Se não é, pra que o anonimato?

Rafa said...

Seguinte... já faz um tempinho que venho aqui nesse blog e essa loucura sua de entender õutras coisas que não as que elas realmente significam.... é contagiosa...

minha amiga chegou agora toda empolgada me avisar que vai assistir "Incesto Pessegueira"... só depois de muitos "quês?!Que filme é esse?!" que eu entendi que é "Ensaio sobre a Cegueira".

surtando!

Giselle de Almeida said...

Juro que eu tô começando a ficar preocupada com vc...

Thami said...

Ai nossa muito boa essa do Incesto Pessegueira.

E por tua culpa que eu li 'amo e projeto animais' ao invés de 'amo e protejo animais.'

vá procurar tratamento meu bem, vá procurar tratamento.

Bel. said...

Boa, um anônimo psicopata que acompanha meus passos, um segundo anônimo psicopata acompanha os passos do primeiro anônimo psicopata, e uma crise de riso com o comentário do Incesto Pessegueira. Não achei que esse post ia render tanto.

Thami said...

Já disse que adoro teu blog?
verdade.

Anonymous said...

Aqui é o primeiro anônimo psicopata e estou com medo do segundo anônimo psicopata que está me seguindo...

Bem que minha mãe me avisou que a Internet era uma coisa perigosa...

:o

Helô said...

anônimos psicopatas a parte, postagens contendo bel+mãe da bel são um consolo para essa criatura que vos escreve. não sou a única!!!

e por falar em "ensaio sobre a cegueira", sabias qua a maior parte dos títulos dos livros do saramago são determinados extamente por esse problema de ler "batata na porta" ao invés de "bata na porta"?

beijos prás 2.

Thami said...

O terceiro anônimo já existe, ele xinga a bel e mostra a língua.

vide posts antigos.