Tuesday, August 19, 2008

Série: minha participação nas aulas - parte 1.

Sou uma aluna exemplar.
Meus comentários são os mais bem-vindos, e eu sempre entendo tudo que os professores falam.
Ou não.

Aula de Ética e Legislação Jornalística (acredito eu que seja esse o nome da matéria).
Discussão sobre moral.

Professor: Mas e se a mulher estava na praia de fio dental*, e justo naquela hora ela precisa ir na igreja rezar porque... o filho dela tá fazendo vestibular. Aí não dá tempo de ela colocar outra roupa. É por falta de moral que ela entrou na igreja assim?

Eu, pra minha amiga: Ela foi pra praia no dia que o filho dela tava lá fazendo vestibular? Sacanagem. E nossa. Ela tem um filho em idade de vestibular e tava usando fio dental? Caramba. Conservada, hein.

Senti algum olhar de "é só um exemplo, Isabel" vindo na minha direção, mas enfim.

Ainda na mesma aula:

Colega aleatório: ...então eu queria justificar que não vim ao debate porque estava doente, e me desculpar com a turma.
Professor: Certo. Acho muito boa sua iniciativa de nos explicar isso, afinal, Deus é raro.

Deus é raro? Fiquei com cara de ~.^ uns instantes tentando entender o que o professor queria dizer com isso. Cheguei a pensar "é, realmente, não se vê Deus toda hora assim, é raro", rejeitei o pensamento absurdo, viajei mais um pouco ali, e quando consegui finalmente entender que meu professor não tinha dito "Deus é raro", obviamente, mas sim "deu errado", já tinha perdido toda a linha de raciocínio e não sabia o que estava acontecendo na aula.

Viu? Exemplar.

* De repente me pareceu tão estranho que esse fosse o contexto da conversa. Sei lá viu.

4 comments:

Kenia Mello said...

Já eu levaria o Deus é raro para o reino da ironia, afinal, paralisar uma aula só para justificar a augusta ausência (e a suposta falta que causou nos outros) demonstra uma certa onipotência... Mas viagem é viagem, né mesmo? :)

Giselle de Almeida said...

Oi! Decidi retribuir a visita e também gostei muito do seu blog. E ainda descobri que vc tb é fã de Gilmore Girls... :)

Patricia Daltro said...

Poxa, pensando bem Deus é raro é mais legal do que ",deu errado", afinal, o que deu errado? a doença do "colega aleatório"? O seminário?
De repente, seu professor faz parte de alguma seita que extrapola através de mantras a raridade de Deus! Então, ao final de cada frase dita, ele (o professor) murmura: Deus é raro, numa forma de se auto-convenser e se proteger da influência negativa de certos alunos, que além de faltarem seminários, ainda interrompem a aula para justificar essa ausência.

Fabiane Bastos said...

Ai! que saudade dos papos paralelos e das viagens da aulas.

Adorei o blog, que achei atravéz do blog da Gí. Ih! Olha o comentário dela aí em cima.

Parabéns pelo blog,
Abs
Outra fã de Gilmore Girls, hehehe