Monday, August 25, 2008

Pânico nos corredores

Saindo na aula, nos corredores da faculdade, eu e minha colega ouvimos um homem falando.

- Mas quando eu fui condenado...

Imediatamente nos olhamos assustadas e falamos juntas.

- "Quando eu fui condenado"?? O.o

A voz do homem vinha da porta dos elevadores, pra onde estávamos indo. Medo. Ele continuava, conversando com um moça:

- Entendeu? Quando eu fui condenado, o júri...

Júri?? Nos olhamos novamente. Por via das dúvidas, passamos grudadas na parede, olhando sempre pro chão, evitando qualquer possibilidade de sermos identificadas pelo condenado. Entramos correndo no elevador e apertamos imediatamente o botão de fechar a porta, desesperadas. Nosso outro colega, que nos seguia calmamente e sem saber do que a gente tanto corria, entrou no elevador com cara de interrogação, ao que eu respondi:

- Eu hein, o cara é criminoso confesso ali andando pelos corredores, vai saber que que ele fez!

Melhor prevenir.

9 comments:

Marco Y said...

Moça...

este tipo de preconceito não é crime, não?? hahahaha

eu desde quando florianópolis é tão perigosa, assim? Com condenados circulando pelas faculdades e senhoras mal criadas soltas pelas ruas? risos

;0]

Bel. said...

haha sei lá viu. nada contra, ele pode ter se redimido ou sei lá, mas vaaai saber.

Ton-Kun said...

Pausa. Eu sabia do que vocês estavam correndo, eu só não sabia de que ia adiantar sair correndo!
Aliás, como eu disse depois, não é metódico ele matar qualquer um que passar perto. E cara de homem bomba ele não tinha, só de assassino. Reparou que ele tava de terno?
Tá, vocês não repararam em nada, só saíram correndo e quase fecharam o elevador na minha cara! XD

Bel. said...

eu vi que ele tava de terno!
pareceu um assassino bem calculista e cuidadoso, e se ele me matasse no elevador ninguém nunca ia descobrir.
se bem que... se ele já foi condenado, não é tão cuidadoso assim, não. mas pra mim pouco importa se o cara é condenado ou não depois de me matar, prefiro que ele simplesmente não consiga me matar ¬¬

Francisco said...

Que horror. É sempre melhor prevenir que remediar não é?! Abraço

Ton-Kun said...

Eu acho que era mais fácil ele matar a moça que tava perto dele... De medo, claro. Aliás... Será que veremos aquela moça novamente?!? Ela não teve o espírito de sair correndo depois de ele repetir "Fui condenado".

Bel. said...

Será que ele é um daqueles bandidos de filme que revela convenientemente todo o seu plano maligno e seus motivos antes de matar a mocinha em apuros que aí é salva pelo herói que convenientemente chega no último momento que poderia chegar? *-)
afinal, ele tava contando pra ela que foi condenado. pena que eu fugi antes da parte do herói.

Ton-Kun said...

Todo mundo quer ver o cara no cavalo branco. Tsc tsc. Poderia ser uma heroína, oras. Aliás... Tá batido esse negócio de bandido que revela os planos antes hein? Será que eles têm um manual?

Giselle de Almeida said...

Gente, ele pode ter deixado de pagar a pensão dos filhos! Mas, pensando bem, a versão do assassino perigoso é mais divertida... rs