Thursday, August 14, 2008

Domesticados?

Acabei de receber o olhar de ódio mais cheio de ódio do mundo. Foi um olhar sem limitações impostas pela sociedade. Não tinha nada no olhar que dissesse "só não te mato porque é errado", mas sim "só não te mato porque sou um gato e tem um cachorro ao seu lado".

Sim, um gato me olhou com ódio.

Eu estava chegando em casa, e ele estava no telhado. Quando percebi, ele se preparava para atacar um pombo, porque aparentemente várias espécies gostam de matar o tempo no telhado da minha casa. Não que eu tenha alguma coisa a favor de pombos, muito pelo contrário, por sinal, mas eu não ia deixar aquela matança toda acontecer no meu telhado, então saí pulando e gesticulando e fazendo sons estranhos para assustar o gato (e o pombo, e a minha cachorra, e provavelmente algum transeunte que vai evitar a minha rua a partir de agora).

O pombo escapou.
O gato me olhou.

Foram alguns segundos, nós dois parados ali. Eu estaria completamente vulnerável, não fosse pela ajuda psicológica que minha cachorra deu. Foi uma ajuda involuntária na verdade, porque ela não tinha visto nem gato e nem pombo - mas tudo bem, salvou minha vida.

1 comment:

bya said...

Olhar de ódio do gato!
Sério, isso dá medo... eu já fui atacada por um gato (qndo tinha uns 5 anos) e os arranhões daquelas unhas afiadas são horríveis! Ardem so much!!!
ainda bem que não passou só de olhares!