Monday, July 07, 2008

Espera proveitosa.

Estava no terminal esperando meu amigo pra gente ir almoçar, e feliz porque quanto mais pessoas eu vejo, mais coisas bizarras eu vejo. No meio de gente berrando no telefone público, mulheres correndo de salto alto de um jeito hilário e tudo mais, vejo algo que me força a compartilhar com alguém. Ligo para a Versão (se é que existe alguém no mundo que ainda não sabe, a Versão é minha amiga).

Ela: Oi Bocó!
Eu: Versão, a mulher que passou aqui tá usando o sutiã por cima da blusa!
Ela: Onde você tá? Oo

Juro que eu tava ali no terminal, na luz do dia. A mulher usava uma blusa branca, o sutiã preto por cima, e uma jaqueta jeans. Eu não fui a única a ficar assustada. A moça que estava ao meu lado, e que me perguntava as horas de dez em dez minutos, começando a pergunta todas as vezes com "tens horas?" ou "tens horas de novo?" (uma das vezes eu quase respondi "não, moça, não tenho mais, acabou agora", mas pareceria grosseiro, talvez), ficou até meio pálida quando viu a mulher com as roupas levemente invertidas.

Depois a outra mulher, que estava ali esperando a filha dela, reclamando que "esperar é um inferno", e que tinha apelidado a nova nora de "Pantera Negra" (sim, eu ouço conversas alheias prestando muita atenção), repetiu três vezes para a moça que perguntava as horas a frase: "porque você sabe que quando eu fico nervosa não respeito nem o Papa."

Comecei a rezar pra que meu amigo chegasse logo. Fiquei com medo.

No comments: