Friday, July 04, 2008

Persistência é um dom (ou não)

Eu: Tô com fome de coisa salgada e não tem nada pra comer nessa casa. Tá pior que a casa das Gilmore.
Mãe: Não sobrou arroz?
Eu: Mãe, olha pra minha cara de quem quer comer arroz. ¬¬ Eu queria batata frita. Você não quer? =D
Mãe: Não.
Eu: Ah, mas eu queria...
Mãe: Faz.
Eu: Mas eu não queria fazer.
Mãe: Ah, claro.

Nesse momento meu olhar de cachorro pidão foi tão completamente ignorado quanto as minhas indiretas e eu tive que ser mais clara.

Eu: Mãe. Frita batata pra mim?
Mãe: Frita você ¬¬
Eu: Eu descasco e você frita?
Mãe: Eu não quero levantar daqui pra fritar batata.

(...) (tempo pra pensar em uma nova abordagem)

Eu: Qual foi a última vez que nós cozinhamos juntas?
Mãe: ~.^
Eu: Essa não foi uma boa tentativa, né?
Mãe: Não ~.^
Eu: Ah mãe, mas batata frita é tão booom. Por favoooor =D
Mãe: EU NÃO QUERO FAZER BATATA FRITA!

Cinco minutos depois, eu e minha mãe descascando batatas juntas:

Eu: Viu que momento agradável em família? =D
Mãe: ¬¬

4 comments:

Caio said...

Que lindo *-*

Os textos desse Blog estão superando os livros que eu ando lendo bj

Bel. said...

é um elogio ao blog ou uma crítica aos livros? *-)

q

Thami said...

Garanto que não ofereceu batata.
Tava em casa né?
Por isso.
Seu egoismo é só em casa.

Anonymous said...

nao vejo qualidade nenhuma nisso, acho que voce eh uma mala preguicosa