Saturday, July 05, 2008

Para começar bem o dia

Café da manhã.

Eu: Mãe, você não pode monopolizar a nata aí ¬¬ (aos não-sulistas que por acaso não souberem o que é nata, é um treco de passar no pão; e sim, eu sei descrever muito bem as coisas.)
Mãe: Ah é, desculpa. Tem que socializar.
Eu: Odeio socializar.
Mãe: Ah, quanto egoísmo, não pode ser assim.
Eu: Você gosta de socializar?
Mãe: Hm, não.
Eu: Rá.
Mãe: Esse negócio de sociedade e partilha não é comigo.

É minha mãe.
Ou eu sou filha dela, no caso.
O que não significa que ela não seja minha mãe, aliás, só faz ela ser mais minha mãe.
Não, eu não sei o que eu tô falando.


Logo após o café da manhã, eu ainda dormindo e levemente desconcertada:

Eu: Ai. Que que eu tenho que fazer agora mesmo?

Minha mãe estava mastigando e começou a fazer alguns gestos estranhos, erguendo e abaixando os braços várias vezes.

Eu: Ahn... deixar minha... energia fluir e colorir a minha aura? ~.^
Mãe: Trocar de roupa.
Eu: Ah.

No comments: